11/09/09 Christian Gurtner

O que é o amor?


Por

Venus e Eros (Cupido)

De todas as tentativas de explicação, somente uma me convenceu.

Soneto 116, de William Shakespeare:

De almas sinceras a união sincera
Nada há que impeça. Amor não é amor
Se quando encontra obstáculos se altera
Ou se vacila ao mínimo temor.
Amor é um marco eterno, dominante,
Que encara a tempestade com bravura;
É astro que norteia a vela errante
Cujo valor se ignora, lá na altura.
Amor não teme o tempo, muito embora
Seu alfanje não poupe a mocidade;
Amor não se transforma de hora em hora,
Antes se afirma, para a eternidade.
Se isto é falso, e que é falso alguém provou,
Eu não sou poeta, e ninguém jamais amou.

Tempo de amar

Entendo o amor como um ser à parte. Um animal que reside dentro de nós. Dono de seus próprios desejos e que, quando alimentado, é capaz de nos dominar completamente, tomando o controle de nossos corpos e de nossas vidas.

Por isso, não enxergo o amor como muitos pregam: Aquela coisa bonita, pura e perfeita.

O amor é um complexo de sentimentos, defeitos e qualidades. Essas características, quando estimuladas, se tornam gigantes, potentes e, muitas vezes, terríveis.

Só quem ama é capaz de sentir a alegria extrema, a paixão extrema, mas também, muitas vezes, o ódio infernal que queima todas as artérias e torce todos os músculos.

O amor é essa criatura. Quando recebe afagos se torna feliz, quando é ignorada se sente triste e quando é ferida, pode se tornar uma besta apocalíptica.

O amor é amplo, abrangente, muitas vezes paradoxal. Mas é sincero, impulsivo e selvagem. O amor é a única forma de sentir a plenitude da vida.

Mas, por trás de qualquer explicação minha ou de outros, por trás de qualquer definição científica ou esotérica, sempre haverá o mistério, pois, acima de tudo, isso é o amor: Um monte de reações físicas e químicas, mas que se resumem num eterno mistério de nossa existência.

Eros e Psique

Sempre que o assunto é o amor, me recordo do mito de Eros e Psique.

Psique era uma jovem mortal que, de tão bela, começou a ser cultuada como deusa. Tal circunstância acabou despertando a ira de Afrodite, deusa do amor e da beleza, pois seus adoradores deixavam de ir aos seus templos para adorar Psique.

Em resposta, Afrodite delega a seu filho Eros, deus do amor, a tarefa de punir Psique.

Armado com arco e flechas envenenadas, Eros invade o quarto de Psique durante a noite e a encontra dormindo. Ao se aproximar, ele olha para ela e se apaixona subitamente, decidindo por conta não matá-la.

Furiosa pelo plano frustrado, Afrodite lança uma maldição determinando que Psique jamais se casasse. Assim, apesar de toda beleza e adoração, ela ficou solitária, uma vez que nenhum homem se aproximava dela.

O pai de Psique fica preocupado e vai ao Oráculo. Mas esse, já instruído pelo apaixonado Eros, diz ao pai que os deuses ordenavam que Psique fosse largada sozinha, vestida de luto no alto de uma montanha.

Triste, o pai obedece.

Psique, solitária na montanha, achou que aquele seria o seu fim. Contudo, o vento a pegou nos braços e levou-a para um enorme palácio onde lhe fora dito que ali ela se casaria.

Durante a noite Eros foi visitá-la em seu novo quarto. Usando um capuz, ele informou que só casaria se ela concordasse em jamais ver o rosto dele.

Eros fez isso para manter o casamento em segredo de sua mãe.

Psique viveu dias maravilhosos e amava seu misterioso marido e seu casamento.

Eros e Psiquê

Eros e Psyche – “Psyche revived Louvre MR1777″ by Antonio Canova (Italian, 1757–1822) – Jastrow (2007).

Contudo, as irmãs de Psique, com inveja, disseram-na que talvez o marido fosse um monstro, por isso escondia o rosto. Insistiram que ela deveria, durante a noite, levar um punhal, uma vela e tirar o capuz do marido. Se ele realmente fosse um monstro, ela deveria apunhalá-lo.

Convencida pelas irmãs, Psique resolve fazer o que elas sugeriram. À noite, armada com o punhal e iluminando com a vela, ela tira o capuz de Eros durante o sono e se admira, apaixonando-se ainda mais. Ela observa o marido, um ser extremamente belo. Sem notar, uma gota de cera cai no peito de Eros, acordando-o. Enlouquecido pela traição, ele foge gritando repetidamente: O amor não sobrevive sem confiança!

Psique desmaia e quando acorda na manhã seguinte, tudo havia sumido, até o palácio.

Desde então, Psique passou a vagar triste e solitária em busca de seu marido. Seu arrependimento, a fez tentar se afogar no rio, mas o rio a jogou para fora. Uma divindade, então, aconselhou a Psique que fosse conversar com Afrodite. Que pedisse a ela para intervir na reconciliação.

Ao chegar no palácio, Psique informou suas intenções à Afrodite. A deusa deu uma gargalhada e disse à bela jovem que para reconquistar o amor de Eros, ela teria de passar por quatro provas: Entrar em uma sala repleta de grãos variados e separá-los até o final do dia; em seguida, deveria buscar um punhado de lã de ouro de ovelhas ferozes e violentas; depois encher um vaso de cristal com a água negra de uma cascata localizada na mais alta montanha; e por fim, descer no inferno e buscar um pote contendo a poção da beleza.

Embora as provas fossem praticamente impossíveis, Psique, depois de muito custo, com ajuda de animais e divindades, consegue cumprir todas. Porém, logo após ter conseguido o pote com a poção da beleza, antes de levá-lo à Afrodite, ela resolve pegar um pouco para si, na esperança de ficar ainda mais bela e Eros se apaixonar novamente por ela. Ao abrir o pote, de lá, sai o sono profundo, que faz Psique cair adormecida e assim, ficar para sempre.

Esse seria o fim de Psique, mas seu amor sempre fora correspondido. Eros a amava. Desesperado com a situação, ele pede a Zeus que impeça Afrodite de continuar com a perseguição. Zeus, então, reúne todos os deuses para uma assembleia. De tal forma, eles decidem que Eros deve se casar com Psique e, por razão, morarem juntos no Olimpo. Afrodite concorda com a decisão, pois assim, Psique deixaria a terra e os homens voltariam a adorar a deusa da beleza.

Eros vai até a adormecida Psique e a desperta com a ponta de uma de suas flechas e os dois se casam.

Eros também é conhecido no panteão romano como Cupido.

O que é amor

Na Wikipedia ele é definido da seguinte forma:

A palavra amor (do latim amor) presta-se a múltiplos significados na língua portuguesa. Pode significar afeição, compaixão, misericórdia, ou ainda, inclinação, atração, apetite, paixão, querer bem, satisfação, conquista, desejo, libido, etc. O conceito mais popular de amor envolve, de modo geral, a formação de um vínculo emocional com alguém, ou com algum objeto que seja capaz de receber este comportamento amoroso e alimentar as estimulações sensoriais e psicológicas necessárias para a sua manutenção e motivação.

No dicionário Priberam da língua portuguesa, as definições são:

1. Sentimento que induz a obter ou a conservar a pessoa ou a coisa pela qual se sente afeição ou atração;

2. Paixão atrativa entre duas pessoas;

3. Afeição forte por outra pessoa;

4. Ato sexual;

5. Brandura, suavidade;

6. Paixão ou grande entusiasmo por algo.

Muito científico não? Talvez seja por isso que a poesia, os livros, a arte e a música foram os que mais chegaram perto, não digo da verdade, mas daquilo que realmente sentimos.

That’s Amore

E assim, com Harry Warren, compositor e letrista de “That’s Amore”, podemos entender o amor como:

Quando a lua atinge o seu olho, como se fosse uma enorme pizza, isso é amor.

Quando o mundo parece brilhar, como se você tivesse bebido vinho demais, isso é amor.

Os sinos vão tocar, você vai cantar “Que vida bela”, seu coração vai bater como se fosse uma alegre tarantella.

Quando as estrelas fazem você babar como um macarrão, isso é amor.

Quando você dança na rua com uma nuvem em seus pés, você está apaixonado.

Quando você entra em um sonho, mas você sabe que não está sonhando, me desculpe, mas isso é amor!

O fim do amor

E quando o amor acaba? Mas ele acaba? Nunca. Na minha humilde opinião, amor que acaba é o amor que nunca existiu. Mesmo os casais que se separam, podem estar se odiando, mas o amor continua. Aqueles que realmente amam, vão levar esse amor até a morte, juntos ou separados.

É por isso que o mundo está cheio de profissionais especialistas nisso ou naquilo. Terapia de casal, artigos em revistas e várias outras tentativas de explicar o inexplicável. Isso só serve para provar que quem precisa disso é quem não ama e que quem não ama, não tem nenhum motivo para precisar disso. Afinal, pra quê? Bem, talvez para tentar começar a amar.

Mas uma coisa é certa: esse bicho chamado amor também serve como um amplificador orgânico. Se a pessoa é ciumenta, quando ama pode ter seu ciúme ampliado ao ponto de matar por isso.

O amor pode ser uma dádiva, pode ser uma doença, mas pode ser também uma cura. E o amor também pode se inundar com o mais profundo ódio.

A traição, muitas vezes, é o principal motivo. Ser traído por qualquer pessoa causa a frustração e o desprezo. Mas quando se é traído pela pessoa que se ama, de acordo com psiquiatras, o que pode surgir inicialmente é um choque, todo um sentimento de fracasso, de tristeza profunda e depressão.

Mas todos esses sentimentos só preparam as pessoas traídas para o que vem a seguir, quando a razão começa a conversar com o coração. Aí surge o maior ódio já conhecido: O ódio de quem ama. E as trevas tomam conta do corpo e da alma da pessoa… a vingança se torna a lei.

Por isso, digo que não há pessoa nesse mundo que consiga ou que um dia conseguirá explicar o amor. Pode-se chamar várias coisas de amor e, por isso, esses amores acabam, ou são doentios, ou seja lá o que for.

Traição

A traição sempre foi considerada por muitos o pior ato que um ser humano pode cometer. Tanto que até pouco tempo atrás no Brasil, a traição conjugal era crime. Na época do velho testamento, adúlteras eram apedrejadas, mas apesar de tudo, sempre houve o lado machista onde a pena para os homens adúlteros era mais branda ou nula.

E não devemos nos conter só no lado conjugal. A traição no mundo sempre foi vista como um dos atos mais graves e covardes em qualquer contexto.

Na maioria dos países, trair a pátria é um crime capital, cujo infrator é executado ou condenado à prisão perpétua. E o fator traição é tão agravante no julgamento que, por exemplo, se um espião estrangeiro for descoberto e preso na Inglaterra, ele pode receber uma pena de 14 anos de prisão. Ao mesmo tempo, se for um inglês espionando a Inglaterra para um país estrangeiro, ele provavelmente receberá prisão perpétua. Isso porque, além de espião, ele também é julgado traidor.

A traição também está presente como covardia e monstruosidade na maioria das mitologias, inclusive na cristã, com Judas Iscariotes e seu famoso beijo.

Mas ela também esteve presente moldando nossa história.

No Brasil, o mais conhecido caso de traição é o de Silvério dos Reis, português, que, para quitar suas dívidas com a coroa, entregou Tiradentes e todos os planos da inconfidência mineira. Tiradentes fora enforcado e esquartejado.

Nos Estados Unidos, Aldrich Ames, espião da CIA, se vendeu para a KGB e passou 15 anos vendendo informações e entregando nomes de informantes. Foi condenado à prisão perpétua.

E finalmente, na antiguidade, apesar de ainda ser um mistério a sua veracidade histórica, a lendária guerra de Tróia, contada por Homero, teve seu início devido à uma traição conjugal. Helena, esposa do grego Menelau, o trai com Páris, um príncipe troiano, e vai com ele secretamente para Tróia. Menelau reúne então todos os exércitos de todos os reis Gregos e parte com seus navios para guerrear durante 10 anos até que, finalmente, derruba Tróia.

A beleza do amor

O amor é muito mais que isso. Apresentei tudo isso apenas para mostrar o poder do amor. Quem ama pode sofrer muito mais e de formas mais trágicas do que quem nunca amou.

Mas quem ama, vive momentos gloriosos, alegrias plenas e sensações maravilhosas que, só quem já amou, sabe.

Porém, não encaremos tudo isso focando somente nos nossos conjugues. O amor se espalha por todas as áreas de nossas vidas e por isso devemos cultivá-lo. Sim, o amor não surge, ele é cultivado, é fecundado… Até nascer. Até nascer aquele bicho tão misterioso e mágico.

Portanto, independente do que possa vir a acontecer, permita-se amar. Distribua seu amor, deixe-se amar por seus familiares, amigos, namorados, namoradas, maridos, esposas, bichos de estimação e acima de tudo, você mesmo. Ame-se como o que você realmente é: a única pessoa nesse mundo que sempre estará ao seu lado, desde seu nascimento, até sua morte.

Mas deixemos de lado toda a baboseira de esotéricos e de autoajuda. Nunca viveremos somente do amor. Tenha raiva de vez em quando. Faz bem, acredite. Só sabemos o que é bom porque existem coisas ruins e necessárias.

O amor não tem definição. Portanto, não leve tão a sério tudo o que foi dito aqui, não leve tão a sério nenhuma regra, nenhuma explicação ou sugestão. Fique longe da autoajuda, pois, se é autoajuda, você não precisa de ninguém dizendo o que fazer. Os melhores psicólogos, os melhores terapeutas, os melhores professores são a família, os amigos e qualquer um que faça você refletir e se sentir bem. E não se esqueça de adotar aquilo que só uma palavra feia pode representar: O grande e sábio FODA-SE!

Ame, odeie moderada e temporariamente, sorria, chore… Enfim, viva. Viva sem se bloquear, sem se limitar. Viva plenamente, ou faça o que quiser – ame o mundo, pois é o único que você tem, e se achar que os outros estão deixando ele ruim, você vai ser a primeira pessoa a tentar melhorar. E chega de clichês.

In Memoriam

In Memoriam
Esse artigo, onde antes se encontrava um episódio do podcast, foi tombado como memorial do aposentado episódio. Contou com a revisão e edição do texto original de Christian Gurtner pelos seguintes membros do Conselho de Löwenttur:

Lucas das Chagas Testa
Felipe Cauville
Editora Maori, através de Matheus Prado

In Memoriam
Encontrou um erro? | Tagged: , , , , , , ,

Sobre o autor

Christian Gurtner Escritor, pesquisador, estuda sobre história e mistérios e é piloto comercial de aviões. Fundador e editor do Escriba Cafe (Siga o autor no Twitter).

Use o formulário abaixo para reportar um erro

Selecione o tipo de erro/problema:

Descreva com detalhes o problema:

ANTI-SPAM: Responda utilizando um numeral:

Quanto é cinco menos três? 

  • http://my.opera.com/tio_fab Fabricio Caixeta Andriani

    já tô baixando

  • Thiago Fernando

    Já tô baixando baixando tambem

  • http://www.automagate.com.br Fernando Meira

    Ufa! Não aguentava mais esperar!

    Baixando…

  • Lucas Vieira

    Parabéns Christian, brilhante trabalho como sempre. A muito ouço seu Podcasrt, normalmente a irrelevância dos meus comentários me impedem de comentar, contudo desta vez foi impossível.
    Obrigado pelas palavras inspiradoras.

  • Marcos

    Muito Bom Excelente Parabens

  • http://yvescorp.com Yves

    Faz tanto tempo que não comento que fica parecendo que esqueci do site, mas não deixo de ouvir nenhum. Pra variar, outra peça brilhante.

    Salva de palmas, Christian!

  • http://my.opera.com/tio_fab Fabricio Caixeta Andriani

    Muito bom podcast, e foi uma surpresa ver que meu nome apareceu

  • Patrick

    Muito bom o podcast, embora não goste de falar sobre amor porque já tive aventuras ruins, a maioria das aventuras boas sempre terminam ou se esgotam com algo ruim ou “do nada”.
    Achei que demorou de mais para sair esse podcast, apesar de saber de o que está acontecendo por ai.

    Um ponto notável do amor é que algumas pessoas usam isso para mostrar a verdade e causar tortura, as pessoas não gostam da verdade, ou apenas tentam ocultar, de qualquer modo, isso é uma das fraquesas que as pessoas possuem e os militares já sabem disso, talvez podem usar isso contra nós, afinal “Ã EXISTE MAIS DITADURA”(ironia).

  • Ítalo Rocha

    Muito bom, adorei!

  • Thiago Fernando

    Christian muito o bom o Podcast mais uma vez uma obra de arte sua , Christian gostaria muito que você autógrafa-se o seu livro que comprei. O livro e uma obra de arte prefeita , com seu Podcast que a cada dia que passa recomendo o Escriba para amigos.

  • Diego R. Lima

    Maravilha!
    Estou baixando agooora! he he he!

  • sora

    Christian, VOCÉÉO CARA!!!!

  • http://laizek.wordpress.com/ Laize Kasmirski

    Simplesmente perfeito!
    Éa primeira vez que escuto e fiquei impressionada. Trilha sonora mais que perfeita, o tom de voz que mantem o ouvinte em sintonia e lógico, o conteudo muito bem selecionado. Conseguiu extrair o melhor das informações sobre o assunto.
    Parabéns!! Faz um ótimo trabalho ^^

    • http://osnerdpensador.wordpress.com/ Pedro Torres

      eu sempre acheiq ue você conehcia esse podcast.
      o Guns ouve tbem?

  • http://twitter.com/TorqueRFsin Gustavo Freitas

    Christian,
    seu podcast continua fantástico.
    Esse episódio foi o que mais emocionou.
    Parabéns pelo excelente trabalho.
    E obrigado por nos presentear com suas maravilhosas obras.
    Uma pedido: você poderia postar os nomes das músicas usadas nesse episódio?

    • Humberto Gomes

      Gustavo, clique em “Ficha Técnica”, lá tem as informações que você procura.

  • Michael Spider_S4TO – Japan

    Simplesmente Maravilhoso!
    Belas palavras, fazia muito tempo que nao escutava nada parecido.
    Que musicas lindas… nossa muito bom mesmo Christian.
    Parabéns!!!
    Sorte e Sussesso.
    Abraços.

  • http://www.teccast.com Kaio Augusto

    Quem nunca tive desventuras com o amor, isso esta sujeito a todos, o cast ficou muito bom, em bora o Christian Gurtner disse que esse cast não foi sobre história, mais foi sim, todas as pessoas que conta algo ou alguma coisa é um história.
    Um fato que o Christian Gurtner disse que “…Quem ama, mesmo estando jundo ou separado, vai continuar amando para sempre…” (ou algo parecido) isso é um FATO, o amor não acaba porque você está separado, o verdadeiro amor só acabo quando você morre, mesmo estando longe você não vai esquecer de como você amou aquela pessoa, e sempre que você estiver com outra pessoa você vai se lembrar dela!

    Fico por aqui, e um bom Cast a todos!

  • henrique

    Povo tá desgostoso com o tema, não entendo porquê, é tão envolvente…

  • sora

    Henriqu ,quem está desgostoso com o tema? Até agora só elogios.
    Essa não entendi Henrique. Você já leu os comentários acima? Parece que não.

  • Dilan Nery Lopes

    Muito bom, como sempre…
    Está de parabéns.

  • henrique

    Sora, estou me baseando na avaliação que deram.
    Tudo bem que 8,5 não é baixo, mas comparado com o resto dos itens que foram quase todos 10, teve alguma coisa aí…

  • Hans

    Mas uma vez, um ótimo trabalho, como sempre eu diria.

    Descobri o escriba a pouco tempo, porem já ouvi todos os podcast’s, confesso que no começo tinha um pouco de receio achei que apenas perderia tempo, mas os temas são muito interessantes e envolventes, sem perceber você aprende coisas de varias épocas, varias historias que vão se juntando e coisas do tipo, gostei muito dos seus podcast’s Christian, e acredite acaba de ganhar mais um ouvinte/fan. e quanto a elogios, faça de todos os meus.

    ps: acho que precisara dar outro nome ao seu mordomo =X

    att, Hans

  • Sora

    Henrique, obrigada pela resposta. Você tem razão.
    Um grande abraço.

  • Fernando Griesang

    Amei! E como tudo que a gente ama, não vejo a hora de me encontrar com o próximo pod! Parabéns Christian Gurtner.

  • Felipe Bonifácio

    Amor…um tema obscuro para mim…poderei viver 500 anos e nunca entenderei isto chamado amor…
    Excelente produção, como sempre!
    abraços

  • Guilherme Oliveira

    Putz…acabei de ler agora e não posso esperar para ver o próximo lançamento.
    Agora esse tema não veio em boa hora ao menos para mim, foi como um tiro, junto com a dor de cotovelo….Mas como sempre irrevogável a qualidade e criatividade usada.
    Parabéns

  • André Oliveira

    Olá Christian, muito bom Podcast, ainda mais que vivo um momento de amor, amo uma pessoa assim como também amo esse Podcast que tanto aguardo durante dias. Queria pedir uma coisa a você se fosse possível, acho que mesmo que não dê tempo de ler mais os recados você poderia pelo menos citar o nome de quem os escreveu.Deve ser ótimo ouvir o próprio nome citado no final de cada episódio.No mais um abraço.

  • Anderson José – o porquinhooo!!!

    Olá Christian.
    Bem eu descobri semana passada o seu podcast graças a uma indicação do site site Baú Pirata.
    Puxa que bacana esses seus casts, tocam sobre um tema que eu adoro que é a história, seja ela do mundo ou pessoal de alguem.
    Parabéns pela qualidade.
    Este ultimo cast sobre o amor estava soberbo, gostei do clima dos passos, da porta se abrindo, faz a pessoas se transpor para a situação.
    O amor chega a ser uma doença mesmo, ja fui casado e acredito que para mim e como uma doença, pois, quando recebemos um agrado um carinho nos sentimos o máximo, já se recebemos pauladas, ficamos totalmente destruidos. Como pode isso ser mais forte que a nossa mente?
    Parabéns e saiba que ganhou um novo seguidor no seu site e podcast.
    Um abraço.

  • http://www.danitoste.com Dani Toste

    Acabo de ouvir o podcast (meio atrasado, mas ainda a tempo).

    Uma coisa que gostei particularmente nesse episódio foi a trilha sonora e a edição (em conjunto mesmo).

    Ademais, o discurso final foi quase brega, mas lindo, não pude deixar de sorrir enquanto ouvia.

  • http://baupirata.com/podmania Samuel Varela – Crato-Ce

    Olá Christian…
    Ouvi o podcast, demorei um pouco a comentar mas aqui estou.
    Já ouvi duas vezes esse episódio, e não apaguei. Pois quero ouvir mais vezes. Já estou baixando novamente todos os podcasts para fazer uma maratona Escriba Café. Relembrar de todos os episódios passados.
    Esse sobre o amor ficou fantástico, além de também ser sobre um tema que gosto muito de ler e ouvir, a mitologia grega, os deuses gregos. Acho muito interessante.
    O Escriba Cafe a cada episódio lançado mostra mais e mais qualidade. Por isso nem me preocupo se vai demorar a ser lançado ou não, pois sei que se esta demorando para lançar é porque não é para sair algo mal produzido, feito as pressas, mas sim um Podcast com qualidade. Atualmente ouço quase, ou mais de, 70 podcasts, e o Escriba Cafe está lá no topo, no primeiro lugar dessa lista.
    Parabéns Christian Gurtner, pelo excelente trabalho que você vem realizando.
    Abraços.

  • http://www.dicasdedelphi.blogspot.com/ Rafael Jeremias

    Show de Bola gostei muito, parabéns!!!

  • Geraldo de Souza

    Boa tarde Christian,
    Fiz os downloads do podcasts 8, 9, 10. Estou ouvindo-os na sequência. Muito bons. Tenho que fazer primeiro os downloads pois minha conexão é uma bosta. Estou tentando baixar o 11. Mas parece que vc o não o disponibilizando mais. Éverdade? Obrigado
    Geraldo

  • António

    Começo por agradecer ao autor mais um excelente momento.

    Prova-se aqui que o Christian, salta de um assunto para outro, muitas vezes inesperadamente, mantendo sempre uma qualidade alta.

    Penso, no entanto, que a inclusão de algumas histórias de traição fogem um pouco do eixo da argumentação.

    Deduzo que alguma musa inspiradora terá contribuído, com o auxílio do Cupido, claro, para a escolha deste tema.

    Para terminar este pequeno comentário, permita-me utilizar o seu espaço para divulgar o maior poeta de língua Portuguesa, deixando um bonito soneto sobre o tema.

    Amor é fogo que arde sem se ver

    Amor é fogo que arde sem se ver;
    Éferida que dói e não se sente;
    Éum contentamento descontente;
    Édor que desatina sem doer;

    Éum não querer mais que bem querer;
    Ésolitário andar por entre a gente;
    Énunca contentar-se de contente;
    Écuidar que se ganha em se perder;

    Équerer estar preso por vontade;
    Éservir a quem vence, o vencedor;
    Éter com quem nos mata lealdade.

    Mas como causar pode seu favor
    Nos corações humanos amizade,
    Se tão contrário a si é o mesmo Amor?

    Luís de Camões

  • Caio Stolf

    EMOCIONANTE!

  • Marcos

    O Cristian pra q q serve esses votos q tem embaixo dos comentarios?/??

  • Bruno FM

    Perfeito o podcast, que isssssssoooooooooo, cara uma obra de arte em áudio , coloquei pra minha mãe escutar rsss ela pirou! abraços

  • http://www.plugbr.net Silvano Vilela

    Pronto, depois de ouvir 3 episódios estou viciado. De twittar e indicar.
    Cristian, muito bom seu trabalho. O jogo de som, altos e baixos, tudo muito bem pensado. Estou começando agora com os podcasts no meu blog, artesanal ainda, ainda vou melhorar. Parabéns pela superprodução que acabei de ouvir. Abraço.

  • http://www.twitter.com/RonaldLuis Ronald Luis

    Parabéns pela impressionante qualidade técnica do podcast.
    Fazia tempos que não escuta um episódio do Escriba Café, valeu à pena retornar… Muito bom o tema e o conteúdo. Altamente recomendável.

  • http://www.profissionaldebermuda.com Almighty

    Belíssimo episódio, Christian! Muitos tentam abordar o Amor de uma forma extremamente “pomposa”, o que acaba tornando o tema um grande clichê. Neste episódio LXVII, você conseguiu fazer uma abordagem simples, mas ao mesmo tempo grandiosa. E, acima de tudo, honesta. As histórias foram perfeitas para ilustrar o Amor.
    Sou um ouvinte novo, só ouvi três episódios, mas pretendo ouvir os outros.
    Parabéns pelo trabalho! Grande abraço!

  • Raul Câmara

    Christian parabéns pelo seu podcast venho acompanhado seu trabalho desde muito tempo, mas agora eu quis comentar e posso dizer que esse podcast é muito interessante principalmente a parte da história de Eros e Psique. Mas de seus podcast os meus favoritos são do Conde Cagliostro, Conde de Saint – Germain e o Mistério de Kaspar Hauser. Parabéns.

  • http://www.meupodcast.com/blog Jônatas Galasso – @jojonerd – Brasília/DF

    Muito bom este podcast mesmo Christian. Émuito bom ver que existem podcasts que se preocupam em acrescentar cultura às pessoas e o fazem com tanta competência.
    Como gosto muito de mitologia, adorei saber mais da história de Eros e Psiquê e fiquei até emocionado com esta história e também com os lindo poemas.
    Desde a semana passada venho escrevendo sobre este podcast em minha coluna sobre podcasts. Confira em http://www.meupodcast.com/blog
    abração.

  • Pedro

    Esplêndido , sou novo por aqui e achei muito legal o trabalho de voces estou baixando quase todos os PodCasts, vivi uma experiência nova.

  • http://osalfarrabios.wordpress.com/ Joyce

    Olá, Christian.
    Vim escutar o seu PodCast por indicação. Quem me indicou disse que a edição de áudio era primorosa, que serviria de modelo para o trabalho que faço no meu PodCast, ainda iniciante. Concordo com a indicação: a edição de áudio é primorosa sim, mas não é o melhor. A maneira como você trata do conteúdo é inigualável, o formato inovador. Perfeito mesmo. Devo confessar que chorei escutando o seu PodCast. Já está nos meus favoritos e escutarei os anteriores também, esperando ansiosamente pelos próximos.
    Parabéns!

  • http://www.cruxcredus.blogspot.com Polliana

    Já havia ouvido muitos podcasts – exatos 30, todavia, nada é ao menos similar ao que encontrei aqui. Escutei esse arquivo mais de quatro vezes, ora apreciando o que é falado, ora indo com o clima e com a música para lugares que nem eu mesma sabia que existia. Sou formada em letras e, atualmente, estou terminando meu mestrado em Literatura. Você não imagina o quanto foi bom o podcast, senti-me completa, escutando-o. Enobreci de tanta felicidade ao saber que existe algo tão bem feito, bem roteirizado, bem trabalhado. Pude sentir a escolha em cada segundo do cast. Parabéns! Não sei se é muito, mas vc acaba de ganhar um ouvinte e leitora fiel. Baixarei logo todos, tenho sede do que é bom e esse podcast não escapará da minha curiosidade.
    Parabéns de novo!

  • http://1000combos.com.br C.Y.B.O.R.G

    Podcast lindo, é sempre bom ouvir o Escriba Café.

    valew

  • Rafael A. Schiabel

    Incrivelmente magnífico. Belíssimo.

  • Acácia Bedim

    Nunca havia estado por aqui e recebi por email um convite para vir até aqui. Amei, parabéns pela criação e pela forma bonita de falar de amor.
    Abraços

  • Thaís Bastos

    Não pude deixar de parabeniza-los pela grandiosidade que eu vejo aqui. Todas as relações de histórias, trechos e músicas são perfeitos, amei a inteligência ao lado da criatividade. Parabéns, espero ver muito e muitos pela frente!

  • KEILA PATRICIA

    AMO, ADORO AMAR E TAMBÉM SER AMADA. O AMOR NÃO SE ENQUADRA EM REGRAS, NÃO PODE SIMPLESMENTE SER DEFINIDO, SÓ VIVIDO… E DE FORMA PARTICULAR E ÚNICA POR CADA INDIVÍDUO. GOSTEI DESSE PODCAST PQ NÃO SE PRENDEU A CLICHÉS, NEM PROCUROU DAR RECEITAS DO QUE ÉO AMOR… MUITO BOM, AMEI! RSSS

  • Rafaela Pizzolato

    Parabéns, Christian, por mais um podcast que conseguiu tocar e fazer refletir! Seus podcasts são verdadeiras obras de arte, adoro seu trabalho

    estou esperando ansiosa pelo próximo!

  • Fernanda Dutra

    Meus parabéns! Admiro o trabalho de vcs! Vou baixar! Sem comentários de tão bom!

    Seguidora fiel a partir de agora!

    Contem comigo o/ ^^v

  • http://twitter.com/CynthiaPaiva Cynthia Paiva

    adorei o cast… sempre quando eu estou precisando de uma ajuda sobre o amor eu ouço esse cast para me ajudar, e ele sempre me ajuda…

  • Talita Campos

    Nossa, muito boom. Eu não conhecia o escriba, foi o meu primeiro podcast, e já baixei váários outros, háhá.
    Fiquei apaixonada pelo site.

    Não posso deixar de citar, que fiquei pasma com a voz que nos deixa super atenta, e a trilha sonora, maravilhosa; Enfim, mágnifico (Y). E claro, que em partes, ouvimos, e rimos de vários pedaços, que nos mostra que é realmente verdade esse negocio chamado, amor ..

    Parabéns msmo, mt bom. Beijos =**

  • Flávia Santos

    Saudações!
    Baaaaaaaaah… Faz já um tempo que o episodio tava dentro do meu mp4, mas na verdade o coitadinho já tinha quase criado poeira em cima. Nunca dava de escutar.
    Até que, ontem a noite, me deitei mais cedo e pus os fones nos ouvidos, decidida a ouvir o Escriba Café 67.
    Adorei o programa! Palavras otimas, uma edição de som espetacular, a voz que dá aquele tom incrivel ao programa todo. Meus mais sinceros parabens!!!
    Vou baixar os episodios antigos e mostrarei o podcast a conhecidos, a fim de aumetar o numero de ouvintes. De verdade, gostei muito mesmo!
    Parabens pelo otimo trabalho e obrigada pelo podcast sem igual!
    Abraço.

  • Tiago Freire

    Cara, sem dúvida é o melhor podcast que eu já ouvi! Sem comparação com qualquer outro! A edição é simplesmente PERFEITA!

    Já baixei quase todos! Só queria pedir pra liberar o resto na lista do iTunes, só estou conseguindo ver do 42 em diante.

    Mais uma vez: PARABÉNS!

  • andrea

    Essa voz é apaixonante ……Manda uma foto p mim ……linda historia passo a refletir muito sobre tudo que foi dito

  • http://twitter.com/vinibar Vinicius

    Como sempre, uma palestra.
    Mas eu tenho uma pergunta: que versão de Roxette é essa?! Simplesmente espetacular! hehehe

    Abraços!

  • Ana Saula

    Bonito, bem elaborado, Inspirador,,,,
    Passarei sempre por aqui, esta foi a primeira de muitas,
    Abraços,
    Ana Saula.

  • http://blackcast1.blogspot.com/ BlackSheep

    Escriba é sempre uma experiência única. Esse sobre o amor se tornou o meu favorito,de todos os podcasts. Nunca li,vi ou ouvi algo que mexesse tanto comigo. Meus parabéns Christian, e muito obrigado.

  • http://www.twitter.com/silastorres SilasTorres

    Adorei o Cast! =) muito massa…. agora virei um ouvinte de carteirinha! =)

  • Cadupropagare

    Bom dia caro amigo Christian, parabéns pelo cast, já ouvi todos e confesso que sua produção é de surpreender qualquer um, já votei no seu podcast e estou ansioso já algum tempo esperando o próximo, parabéns novamente você tem o don.

    att
    Carlos Eduardo
    Idade. 23 anos

  • Hugo Pimenta

    Christian, acompanho os podcasts a bastante tempo e este é meu primeiro comentário. Apesar de ser um fã dos casts de história, achei este cast especial. A produção foi um show e a evolução da narrativa sobre o tema me deu a sensação de que foi ganhando corpo ao longo do cast, adquirindo densidade…..muito bacana mesmo.

  • http://www.totalview.com.br Alvaro Adriano Beck

    Saudações cavalheirescas!

    Parabéns! Ainda nenm ouvi esse episódio mas estou nesse momento ouvido o no. 51, já é o 10o. episódio que ouço desde quinta-feira (05/11/2009). Fiquei tanto tempo afastado que quero ouvir todos o quanto antes. Motivos diversos me afastaram mas o culpado sou eu mesmo. Cheguei a me emocionar ao ouvir você mencionar meu nome no episódio seguinte a minha última participação.
    Bem, vou ouvir todos logo e volto para comentar esse em especial.
    Amplexos hercúleos,
    Alvaro A. Beck.’.

  • Gui

    Gostei muito do conteúdo mas acho que passou um pouco do ponto as músicas. No começo tem 6 minutos só de introdução !!!! De qualquer forma parabéns pela iniciativa e pela pesquisa e trabalho feito com “AMOR”.

  • Jessica

    Eu amei o modo como tratou de falar e conceituar o amor, e gostaria de saber quem canta a musica do final… :)

  • MAJURA

    muito bom peguei este dia para ouvir varios temas e estão de muito boa qualidade e expressão, continue assim vlw

  • Deivison Servat Sporteman

    O próximo podia ser sobre: Pão e Circo né ? ;)

  • Dieter Heiss

    Nossa Christian! Seu podcast é demais! Encontrei ele pelo premio podcast, pq já estava cansado do Jovem Nerd. Quase chorei com o episódio da história da Alemanha. Sou muito fã desse pais! Curto muito a garra deles e você deixou muito claro que isso não é a toa. Moro em Blumenau, uma cidade de SC colonizada por alemães. Além disso sou de familia de origem alemã. Todos seus podcast¬¥s são ótimos! Muito obrigado pelo tempo que você gasta para fazê-los! Gosto muito que esse não é um podcast imparcial. Gosto das suas idéias e compartilho de muitas delas. Mesmo das que sou contra, gosto de seus argumentos e contra-argumentos. Parabéns e continue com esse trabalho maravilhoso!

  • Junior Batista

    Olá, Christian, gostaria de saber de quem é a voz que ouço ao ouvir o seu maravilhoso PodCast todas as noites no meu MP4.
    Obrigado por nos oferecer isso, pois nós jovens que ouvimos você vemos a história de uma forma diferente. Até tive a idéia de comprar o seu livro para dar de presente á uma professora muito querida pela sala toda, ja que estamos no final do ano e em ritmo de festa.

    De coração, Obrigado!

  • http://www.fabiofigueredo@art.br Fabio

    Estou impressionadíssimo com a qualidade do seu podcast. Acabei de conhecer e achei fantástico. Parabéns e obrigado por nos proporcionar um conteúdo de tanta qualidade. Abraços do seu novo fiel ouvinte. ;)

  • Thais Adamowicz

    Mas que bela vivissecção do amor.
    Encontrei este podcast maravilhoso hoje, já escutei outros temas e achei todos magníficos. Parabéns, continue com o trabalho de qualidade e o extremo bom gosto na escolha das músicas.
    Até.

  • Andrewes Koltermann

    Fazia muito tempo que estava longe do meu amigo Escriba Café. Christian, parabéns. Seus podcasts possuem um valor imensurável. Eles mudam a vida das pessoas, a forma como elas encaram o mundo. E que 2010 venha junto com tudo aquilo que sonha! E que o Cara lá de cima possa retribuir esse seu magnífico trabalho. Abração!!!

  • http://www.caiofs.com.br caiofs

    Sr. Escriba, mesmo muito depois do lançamento eu ainda ouço este episódio, que na minha humilde opinião, foi o melhor já lançado. A forma como foi abordado o tema, a edição sonora, tudo, TUDO foi perfeito. MAS, acontece uma coisa ao ouvir seu podcast, eu tive vontade de ter a história de Eros e Psique em texto, mas não encontrei-o da mesma forma como você a contou. Onde posso encontra-la?

    Abraços,
    caiofs.

  • http://www.twitter.com/cafim Carla Fernanda M

    CAAAAAAAAAAAAAAAARA, voce é demais hein, fantastico. Amei, vou indicar pra geral hein, parabéns! :D PERFEITO HEIN.

  • Marília

    Adorei muito!

  • Christian

    Cara, lindo, lindo!
    PERFEITO!

    Já disseram isso e faço as palavras as minhas: “Você é o cara!”

    Lição de vida, podcast perfeito, muito bonito mesmo. Um dos melhores podcast, com certeza.

    Valeu, e continue SEMPRE com sua jornada, você faz uma viagem fantástica e também, acima de tudo, nos transporta pra aventuras de todos os tipos.
    Forças, e Paz!

  • Caio Magalhães Bechtlufft

    Belíssimo Podcast !
    A trilha sonora foi muito bem escolhida tendo se adequado perfeitamente ao tema.
    Reconheço com certa vergonha, uma vez que meu pai é um grande admirador da mitologia greco-romana, que desconhecia a lenda de Eros contada no podcast. Bela estória.
    O final do podcast com a canção “Stand By Me” foi maravilhoso.
    Parabéns !
    Caio.

  • Amanda

    Muito Bom,conheci o podcast a pouco tempo logo acabei de ouvir esta edição,BRILHANTE essa é a palavra,meus parabens.

  • Igor” F.

    Émera coincidência o poscast ter sido publicado no dia 11 de Setembro ? rsrsrsrsrsrsrs…

    Brincadeira, ficou muito bom, parabéns !

  • http://tropikanna.blogspot.com/ Elisete

    Adorei!

  • Allan Master

    Cara, Voltei a amar. vlw

  • Fernanda

    Um Podcast à altura do Tema!Ou seja…Lindo,cheio de sentimentos,mistérios,harmonia(através das canções),enfim…resumindo:Esse Podcast é uma obra-prima ou até mesmo um “efeito”,oriundo desse sentimento divino e inigualável:O Amor!
    Então,só tenho a elogiar e agradecer ao”Escriba Café” por compartilhar tamanha cultura.
    Vcs ganharam mais uma fã!
    :)

  • http://victorgoncalves.com.br/ Victor Gonçalves

    Simplesmente um dos melhores episódios de podcast que já ouvi.

    Cara, seu trabalho é sensacional. Muito sucesso.

    Abraços.

  • Valentim Entringer junior

    Fantástico christian!
    Mais uma vez parabéns!
    Adorei a música do final.

  • http://samanthaaraujo samantha

    Muito bom…
    amei a mensagem pra min foi muito estimulante..
    parabens pelo trabalho.

  • Cristiane Camargo

    Como sempre o final é sempre o melhor!!!
    “permita-se amar e ser amado!!!” S2 bjos :) ou então, vá direto ” à 29:18min = ótimo!! AME-SE! :)

  • http://www.facebook.com/profile.php?id=575067585 Thahy Valente

  • Pingback: intensidade » amor

  • Rodrigo Rocha

    Na falta de um novo PodCast agente ouvi os antigos ;D … mais muuito bom TAMBEM … adorei…
    paraben

  • Rodrigo Rocha

    tenho que confessar uma coisa… baixei todos os PodCasts pelo itunes e ja tranferi pro iphone… kkk vao ser uns 2 dias so ouvindo eles

  • Emerson

    Hoje tive uma overdose de pocasts do escriba!!! Muito bom! Esse então…sem palavras…

  • Nathália Leite

    eu amei a a mensagem final de “foda-se”, me quebrou as pernas XD~~

    as músicas dessa edição foram ótimas e pontuais, o texto excelente como sempre.

    parabéns

  • http://www.facebook.com/people/Edilberto-Gondim/100000839238068 Edilberto Gondim

    perfeito. adorei mesmo

  • Michelwhitaker

    pohaaa muito bom eim gostei muito mesmo!

  • Luis Henrique

    Espetacular, sem palavra vc é o “Mestre” continue assim, com essa excelencia!

  • Flávia

    Muito bom MESMO! Parabéns!

  • http://www.facebook.com/vitorgabriel11 Gabriel Vítor de Sousa

    Conheci seu podcast ontem e posso dizer com toda certeza que já sou seu fã.
    Vou recomendar para todos meus amigos, familiares e conhecidos.A qualidade do seu podcast é excelente, as músicas a narração, o contúdo, tudo no capricho, nos permitindo viajar em nossas mentes e entender não só o que já passou mas também como pensamos e vivemos.

    Muito obrigado Christian!!E parabéns pelo seu excelente trabalho, vou ver se comento sempre que der um tempo, mas saiba que você já está transformando meu dia em algo mais proveitoso e alegre.

  • Juliana Fernandes

    Fascinante! Vocês são seres causadores de alegria, conhecimento e mudanças… =)

  • Josiane Melo.

    Adorei! ♥

  • Fernanda Dutra

    Eu amo esses Podcats, e amo o Christian =)

  • Emerson Ribeiro

    Já ouvi, ouvi, ouvi…e não me canso. Simplesmente demais este podcast. Emocionante como os verdadeiros amores, sejam de homens e mulheres, pais e filhos, O trecho inicial do Shakespeare e o final do Cristian são especiais.

  • Luiz Carvalho

    Mais um podcast ouvido, mais um parabéns!

  • http://www.facebook.com/FelipeSiquiera Felipe Siqueira

    Espetacular….. o “foda-se” foi inesperado, mas é o que ajuda e muito….. Parabéns por nos fazer refletir….. continue assim!!!

  • Viajor

    Muito bom.

    Muito obrigado

  • Kauanne Thais

    faz pouco tempo que descobri seus podcasts Gurtner, mas ao descobri-los logo me encantei… vc é demais…. parabéns pelo seu trabalho.

  • Renard

    Alguém poderia me orientar em como fazer o download dos podcast? Quando clico no link de download abre uma nova página já com o áudio.

    • http://miramachina.com Felipe Cauville

      Clica com o botão direito > Salvar Link Como…

  • Braz

    Esse podcast é sensacional gostei muito!!

  • Elen

    Faz pouco tempo que comecei a ouvir seus podcast Christian, e acho seu trabalho maravilhoso, amei esse podcast.

Informações e Contato