Tribos perdidas: um mundo a parte

Atualizado: 5 de Dez de 2020

Imagine viver hoje em dia e não saber que existe eletricidade, armas tecnológicas, internet, computadores ou qualquer invenção de séculos atrás, como um simples motor a vapor ou uma tesoura. Imagine você não saber como é o mundo, as outras culturas, outros páises, não saber qual país é mais poderoso, qual guerra está acontecendo e, até mesmo, pensar que só existem um ou dois países no mundo inteiro com algumas centenas de pessoas.


Ainda hoje existem pessoas assim. Elas vivem em comunidades ou tribos que não têm nenhum contato com o mundo. Algumas delas, há milhares de anos. Vários estão assim por opção, repelindo, até de forma violenta, qualquer “forasteiro” que tente se aproximar.


Sentineleses

Essa é, talvez, a tribo mais isolada do mundo. Localizada na ilha North Sentinel (território indiano) cogita-se que seus habitantes são descendentes diretos dos primeiros humanos surgidos na África e que estão vivendo isolados há, aproximadamente, 60.000 anos, falando um idioma desconhecido e mantendo sua cultura milenar. É claro que, vez ou outra, algum pesquisador tenta se aproximar da ilha, mas é recebido a flechadas. Em alguns casos (como o do vídeo abaixo) o contato foi amistoso, mas ninguém nunca chegou a realmente pisar na ilha. A estimativa é de que o número de sentineleses seja de algo em torno de 250 pessoas.


Amazônia

O Brasil é o país que mais possui tribos isoladas, contabilizando 47 (encontradas até agora) num total de aproximadamente 100 tribos no mundo todo.


As tribos brasileiras também são hostis e não querem saber de contato algum, dando flechadas até mesmo nas estranhas “ocas voadoras” que passam por ali.

Tribo isolada na Amazônia atacando uma aeronave

Existem hoje várias ONGs que lutam para proteger comunidades isoladas.

No vídeo abaixo você acompanha uma excelente matéria sobre essas tribos.


Muito da hostilidade dessas tribos deve-se ao fato de que, no passado, o contato que tiveram com outras civilizações foi predatória e violenta, e essas histórias, com certeza, passam de pai para filho, criando uma imagem monstruosa do “homem branco”. Com certeza faríamos o mesmo e, sorte dos pesquisadores de helicópteros que os tribais pararam no tempo e não desenvolveram catapultas gigantes ou bazucas — aliás, talvez seja exatamente por isso que vivem na floresta e não querem saber das maravilhosas invenções dos homens


Para saber mais: http://www.survivalinternational.org/

18 visualizações0 comentário
  • Instagram
  • YouTube
  • Facebook
  • Twitter

© Copyright 2004 -2020 Escriba Cafe